domingo, fevereiro 28

Deriva

se não importa a madrugada corrida
os dias temperados
as noites mornas
é porque ontem sobramos tontos

se me quedo assim
na cama de outro
molhada de outros tantos
a eles pertenço

se me quedo assim
fugida de outros tempos
a contemplar o que de nós virá
é porque sem direção
fico à deriva

mas aprendi com você que à deriva
mesmo à deriva
se chega a algum lugar

Nenhum comentário: